Não, não sou o típico professor de Yoga!

Não sou o típico professor de Yoga. Não tenho aquele corpo esguio cheio de (hiper)flexibilidade natural. Pelo contrário… Tenho o corpo pesado e articulações duras. Talvez seja por isso que entendo tão bem os alinhamentos, a necessidade destes e as dificuldades dos meus alunos.

Sou persistente, resiliente e o desafio de abrir e expandir o corpo sempre me impulsionou, na minha intenção perante a minha prática e perante o meu tapete de Yoga. Não estou no Yoga porque me é fácil, pelo contrário!

Cada prática é um desafio físico e mental, uma caminhada no escuro, até chegar à luz. Em cada uma, aprendo a conhecer-me melhor, a (re)definir o limite entre a capacidade de expansão do meu corpo e a minha força de vontade. É duro? Às vezes. Amigos meus, yogis, já me chamaram a atenção: «Sabes que ‘grunhes’ durante as práticas?» Ossos do ofício!

Sinto paz quando sinto evolução. É o segredo da minha relação com Yoga. Não, não sou o típico professor de Yoga… E ainda bem!

a152c8_61a3f24cf33c4453ae89c3137f19dc1e.jpg_srb_p_882_437_75_22_0.50_1.20_0.00_jpg_srb

Fotos por Mário Fragoso: http://www.fragosomario.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: