Precisa de emagrecer?

Sofia A. Rodrigues, nutricionista
Blog Nutriente Secreto
Facebook/nutrientesecreto

A maioria das pessoas (cerca de 90%) recorre a uma consulta de dietética e nutrição clínica pelo mesmo motivo – excesso de peso ou obesidade! Muitas partilham a mesma história, aumentaram de peso grama a grama, sem saberem muito bem como é que acumularam tantos quilos. Quando chegam à consulta já tentaram de tudo um pouco: suplementos, medicamentos, chás, dietas milagrosas, jejuns, batidos, sumos, detox/retox, etc. E é verdade que estas estratégias até resultaram em perda de peso – algumas chegaram a perder 10, 20 e 30 kg – tendo sido, por isso, um sucesso! Na realidade, estas experiências alcançam apenas um sucesso temporário já que, a médio e longo prazo, os quilos perdidos voltam a acumular-se e, em muito casos, ainda se ganha mais alguns como bónus. As mulheres continuam a ser as maiores contribuintes desta realidade, até porque à vontade de perder peso se alia a vontade própria das hormonas, das emoções, do stress, da carga de trabalho, das responsabilidades familiares e da falta de tempo! São as super-mulheres do nosso tempo que, tantas vezes, sofrem na pele os altos e baixos do peso.

dieting (em português, “estar de dieta”) é um dos fatores de risco mais associados a alterações do comportamento alimentar. A existência de centenas de dietas “populares” (e drásticas) leva as pessoas a experimentarem práticas alimentares pouco saudáveis que a médio e longo prazo só as vão prejudicar – quanto mais dieta fazem, mais engordam porque os resultados (a perda de peso) são de pouca duração. Estas dietas são uma solução rápida para resolver o problema do excesso de peso de forma temporária (para caber no biquíni na época balnear ou para usar um vestido) e depois poder voltar aos velhos hábitos alimentares e recuperar os quilos perdidos (que deixaram saudades?)! São imensos os perigos associadas ao rápido emagrecimento. Este tipo de dietas, por norma, promete resultados muito rápidos num curto espaço de tempo (perca até 7kg, em 3 semanas!!!). Regra geral como estas dietas são muito restritivas, o aporte em nutrientes é deficiente e ocorrem sintomas a curto prazo como a fadiga, falta de concentração, apatia, perda de massa muscular, flacidez, cãibras musculares, tonturas, redução do metabolismo basal, entre outros. Além disso, a perda de peso deve-se à perda de água e massa magra e não à perda de gordura!

Quando se pretende emagrecer e manter a saúde em níveis ótimos é fundamental seguir uma dieta que forneça quantidades adequadas de proteínas, hidratos de carbono, gorduras, vitaminas e minerais. As dietas rápidas servem para perder peso mas não é possível perder peso e manter o peso perdido com estratégias de curto prazo. Não se iluda – perder peso de modo saudável requer mudança de hábitos/comportamentos que devem ser mantidos a vida toda.

flexitariano

Evite dietas fáceis e rápidas! Há vários tipos e:

  • Prometem sempre uma perda de peso rápida, eficaz e duradoura;
  • Concentram-se em produtos específicos e suplementos alimentares: chá verde, toranja, alcachofra, beringela, cafeína;
  • Proíbem alimentos ou grupo de alimentos (ex.: hidratos de carbono)
  • Incluem consultas baratas e acessíveis a todos os bolsos onde os planos alimentares contemplam o uso sistemático de substitutos de refeições como batidos e barritas proteicas;
  • Implicam comprar o “pão X” e o “batido Z”;
  • Não promovem a prática do exercício físico;
  • Recorrem a “testemunhos” sobre os seus produtos (todos viveram autênticas transformações….)
  • Não promovem a mudança de hábitos alimentares – bastar comprar os produtos (ex: Sumo de Alcachofra, Comprimido de Espinafre, Batido de proteína);
  • Tratam o Excesso de Peso e a Obesidade como se fosse um problema simples;
  • Prometem a redução de gorduras localizadas (era bom, não era!!!);
  • Usam conceitos de marketing como “milagre”, “descoberta científica”, “métodos revolucionários”.

Se quer ou deseja perder peso, escolha um método adequado que promova uma perda de peso eficaz e duradoura sem prejudicar a sua saúde:

1. Procure um profissional capaz de lhe fornecer ajuda;

2. Dê preferência aos métodos que promovem a educação alimentar;

3. Não se iluda, emagrecer requer tempo e mudança de hábitos – não coloque a sua saúde em risco;

4. Aposte num estilo de vida saudável;

5. Não desperdice o seu dinheiro em produtos inúteis.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: