O desafio de ser imperfeito

Mesmo sendo professor de Yoga, não sou modelo para ninguém, pois continuo imperfeito. Preciso de ser imperfeito para ter o desafio de o ser menos.

É esta qualidade de imperfeição que me leva a querer experienciar novos caminhos, sempre com o desafio inebriante de assumir, com honestidade e humildade para comingo mesmo, novos compromissos, quer seja nas atitudes ou nas acções, sejam elas exteriores ou interiores.

Não consigo definir quão importante é para mim experienciar estes novos modos de (me) viver, pois no fundo, só pretendo partilhar a minha humanidade. Esta é, sem duvida, a minha razão de ser.

Não há assunto que partilho nas minhas aulas ou workshops que não tenha vivido, sentido ou pensado nele. Se puder inspirar alguém, motivar a que procurem por uma vida melhor, então, partilhar o conhecimento que adquiri irá trazer-me paz e contentamento por saber que outros precisam de ouvir.

Concluo que de facto, seria aborrecido não procurar por novos caminhos, perder a curiosidade e a vontade de mudar. O Yoga tem me ensinado que a beleza da vida está na imperfeição, no caminho que percorremos, na aprendizagem  e não no resultado ou na meta a alcançar.

13239377_1113651355363448_2970259468711177518_n

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: