Nas aulas com o Jean…

É comum perguntarem-me que tipo de Yoga é o meu… Muitas vezes começo por salientar a diferença entre Yoga e Hatha Yoga e sua ligação, mas corro sempre o risco de me perder em filosofia… Pois há muito para se dizer no que diz respeito a esta matéria… Preciso respirar profundamente para conseguir adaptar a minha resposta à pessoa que me fez a pergunta e não me perder numa dissertação motivada pelo meu entusiasmo! O “meu” Yoga (referindo-me as práticas de Hatha Yoga que dou em aulas), é um Flow com alinhamentos bio-mecanicos.

Diferencio as práticas das minhas aulas das sequências de Asanas baseadas em instruções intuitivas  (ou seja mais “direcionais” do que “terapêuticas”). O alinhamento que proponho é influenciado pelo alinhamento natural da nossa constituição esquelética. O Alinhamento, sem nunca querer forçar o aluno, vai permitir que este último consiga adaptar o seu corpo, da melhor forma possível, à construção do Asana.

Gosto de salientar que as aulas que ministro não são aulas de alongamento, pois também se confunde um pouco as coisas… Para alongar, existem aulas de streching. No Yoga, há alongamentos, claro, e também tonificação muscular com desenvolvimento da consciência corporal… Isto só para referir alguns dos ganhos referentes ao aspecto físico. Se o aluno tiver interesse, poderei também abordar de forma sumária os benefícios mentais que se vão adquirindo com o tempo e com uma prática regular e consistente.

As minhas aulas são construídas em sequências lógicas. Caminha-se das posturas de aquecimento simples para posturas mais intensas, mais complexas ou não, e o ritmo das sequências pode ir aumentado. Alguns factores vão condicionar o ritmo e o grau de complexidade das aulas, mas o que é certo é que as minhas aulas permitem a integração de vários níveis de praticantes. Quanto maior a consciencialização e aplicação dos alinhamentos, mas “avançada” se torna a prática individual do aluno.

As práticas lentas com Asanas simples podem se tornar nas aulas mais intensas e mais profundas… Tudo depende do grau de “enraizamento” individual. Os meus alunos regulares já sabem disso…

O que importa é que o aluno, ou potencial novo aluno, entenda o que vai encontrar ao entrar na sala do meu estúdio… E melhor do que fazer perguntas, é mesmo dar o passo e experimentar um aula com o Jean.

Slow Living Yoga 2

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: