Eventos. O reverso da medalha

Quem paga pelo nosso direito ao divertimento é o planeta, e não temos planeta B.

Tenho muitos amigos/as dedicados em tornar as suas vidas mais ecológicas e sustentáveis, que já deitaram fora os seus micro-ondas e que já substituíram todos os seus tupperwares de plástico por frascos de vidro e que consistentemente fazem triagem do seu lixo. Porém não deixam de ser festivaleiros aficionados, não lhes escapa um #boom, um #rockinrio ou um #wanderlust. Eles querem viver bem e aproveitar o melhor da vida o que é, em sim, perfeitamente legítimo.

Mas será que já pensaram que estes eventos de grande escala possam ter um impacto contrário às suas filosofias de vida? Aparentemente tudo indica que não… Será que já pensaram na pegada ecológica dum evento com mais de 1000 pessoas? Se eles não o fizeram ainda, eu sim. E fiz a minha pesquisa… Nem sempre é fácil medir e ter consciência do impacto ambiental de um evento e é certo que, quer seja este relacionado com música ou com Yoga, todos os eventos têm impacto no ambiente. 

Se em certos casos é mais óbvio, por exemplo quando os eventos envolvem viagens de avião ou geram elevados níveis de ruído ou de resíduos, noutros pode ser mais difícil calcular e medir esse impacto. No entanto, basta pensar no encerramento de uma feira, congresso ou até de um festival… Quanto merchandising ficou para trás? Quantas garrafas de plástico foram usadas? Qual é a quantidade de comida desperdiçada? Quanta energia foi consumida?

Obviamente esta responsabilidade social não é só das organizações que produzem estes eventos de dimensão, muitas vezes, megalómana, mas também dos seus patrocinadores e é claro, dos seus participantes.  

Não digo que se deveria parar de fazer este tipo de eventos mas poderíamos torna-los mais ecológicos, mais sustentáveis e isto é possível se todos nos educarmos neste caminho. Sim, um evento para ser sustentável (ou não) depende, também, da forma como o público adere a este esforço das organizações. Por isso, é importante que estejamos sensibilizados pelo custo do nosso “direito ao divertimento” e que seja uma parte ativa das nossas resoluções para cuidar do nosso planeta.

Poupar recursos é, também, uma forma de poupar dinheiro. Todos ganhamos ao desenvolvermos esta consciência.  Amigos festivaleiros, deixo-vos esta informação recolhida com o link da sua fonte:

A pegada ecológica dos eventos. Factos e números:

Um evento para 1000 pessoas, durante três dias produz:

. 5670 kg de resíduos

. 530 toneladas de CO

. 3480 kg de lixo

Cada participante produz, em média:

. 1,89 kg de resíduos por dia de evento

. 1,16 kg não são reciclados

. 176,67 kg de emissões por dia

Fonte: Meetgreen

Foto: Reuters. Cerca de 90.000 pessoas assistiram ao festival Reading, no Reino Unido 2021.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: