Relutantes a aceitar o yoga: as cinco falácias em que caiem os que nunca experimentaram

IMG_6779

Julgar é uma actividade muito comum e muito popular. Todos já o fizemos. Mais, todos já o fizemos sem qualquer fundamento para o fazer. É fácil deixar que os nossos julgamentos (muitas vezes errados) e os nossos pre-conceitos estereotipados condicionem (e limitem) as nossas acções. Mas são muitas as vezes que, ao fazê-lo, perdemos oportunidades fantásticas. Com o yoga, isso também acontece. Há muitas pessoas (potenciais yogis) que estão relutantes em experimentar porque associam à práctica do yoga alguns pre-conceitos errados. Eis as cinco falásias mais comuns (e sem fundamento).

Não tenho flexibilidade suficiente

Sim, há pessoas com uma maior flexibilidade. E outras com dificuldade em colocar-se nas posturas que exigem mais flexibilidade. Mas achar que a práctica do yoga está reservada apenas aos mais flexíveis é desconhecer por completo o yoga. Há posturas de torção assim como há posturas de força e posturas de equilíbrio. E a flexibilidade, como aliás a força e memória dos músculos, treina-se.

É demasiado espiritual

Sim, a práctica do yoga nasce da sua filosofia e o grande objectivo de um yogi é, de facto, colocar-se em uníssono com a sua consciência e a consciência do mundo. Mas o exercício físico que está associado às aulas de yoga pode (e deve) ser praticado sem essa afiliação. E a espiritualidade do yoga não está relacionada com deus e não tem qualquer carga religiosa, é uma espiritualidade que pretende colocar os yogis em harmonia consigo e com o mundo. E isso dá jeito a qualquer pessoa.

Parece-me um pouco aborrecido

As aulas são mais calmas do que as aulas de cross fit ou zumba, sim. Mas experimente uma e teste a dificuldade de algumas posturas e de manter alguns alinhamentos e veja se é com a sensação de que a aula foi aborrecida que sai.

Não me parece que me vá desafiar o suficiente

São muitas as razões que nos levam a praticar exercício. A maioria das pessoas procura emagrecer, tonificar ou desenvolver músculo. E, quem desconhece o desenvolvimento natural de uma aula de yoga, pode achar que a sua práctica não promete os resultados mais rápidos ou duradouros. E se lhe dissermos que por usar apenas o seu corpo na práctica do yoga e por o professor o obrigar a focar-se com tanta energia nos alinhamentos está desta forma a duplicar o uso da força que coloca nos músculos? Mais suor, mais calorias gastas, mais trabalho nos músculos. E esta, hein?

É uma actividade para mulheres

Aqui, é puro pre-conceito e estereotipo. O yoga é unissexo! E nas aulas de yoga, já começamos a perceber que esta tendência de achar que o yoga é reservado às mulheres está a ser ‘reescrita’. Porque o yoga é de todos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: